+A -A

Confira os resultados da Duratex no 2º trimestre de 2016

Aumento no volume de vendas e boa performance no mercado externo estão entre os destaques do período

A Duratex anuncia os resultados financeiros do segundo trimestre de 2016 (2T16). A empresa gerou R$ 1,01 bilhão de receita líquida no período, o que representa crescimento de 12,3% em relação ao primeiro trimestre de 2016 (1T16). O lucro bruto foi de R$ 274,4 milhões, 37% superior ao 1T16. A margem EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) fechou em 17%, maior do que o índice de 11,8% registrado no 1T16.

“A melhora do cenário econômico brasileiro refletiu positivamente nos resultados do trimestre. Outros fatores determinantes foram o crescimento no volume de vendas, ajustes no mix de produtos e ações voltadas à gestão de custos”, afirma Antonio Joaquim de Oliveira, Presidente da Duratex.

Os resultados do mercado externo, que englobam a operação da fabricante colombiana Tablemac e as exportações, seguem com bom desempenho, apresentando aumento de 16% no 2T16, se comparado ao primeiro trimestre de 2016, e de 60% quando comparado ao 2T15. As receitas provenientes do exterior já correspondem a 20,5% da receita total da Duratex, sendo 12% da Tablemac e 8,5% das exportações a partir do Brasil.

Na Divisão Madeira, o aumento no volume de vendas no 2T16 foi de 2% em relação ao trimestre anterior e de 9,1% comparado ao 2T15, devido à pequena melhora na demanda. A margem EBITDA dessa Divisão também apresentou crescimento e fechou em 18,5%, superior ao índice de 11,6% registrado no 1T16 em função do aumento de preços e redução de custos.

Por conta principalmente do crescimento da demanda por chuveiros elétricos, a Divisão Deca registrou a venda de 6,6 milhões de produtos, o que representa um volume 21,3% superior ao 1T16 e 8,5% acima do 2T15. Vale ressaltar que isso faz parte da nossa estratégia nesse segmento que começou com a compra da Termosystem em 2012 e finalizou com a aquisição de Corona no ano passado. A Divisão Deca mais uma vez apresentou desempenho melhor que a  média do setor, fato  mostrado pelo índice Abramat, que mede a evolução da receita do setor de materiais de construção civil.

No 2T16, a Duratex investiu R$ 102,9 milhões, sendo metade no plantio e manutenção de florestas e a outra metade na manutenção das operações industriais. No semestre, incluindo a OPA (Oferta Pública de Aquisição) de ações da Tablemac, o investimento somou R$ 255 milhões.

Com o objetivo de gerar mais ganho de eficiência e menor custo operacional, a empresa intensificou o Sistema de Gestão Duratex (SGD). O projeto tem engajado todos os níveis hierárquicos da companhia no intuito de superar a meta inicial, maximizando a utilização de recursos para garantir melhores resultados, redução de custos e aprimoramento constante do nível de serviço.

Além dos esforços voltados à melhoria contínua da operação, a Duratex também desenvolveu ações ligadas à gestão estratégica da companhia. Um exemplo é o Projeto Enter. Voltado para a área comercial, o programa tem o objetivo de integrar informações e processos para contribuir com o aumento das vendas, melhora da margem e sustentação dos resultados.

Em relação ao desempenho socioambiental, este trimestre a Duratex assumiu o compromisso de dar maior transparência a sua performance ambiental, apresentando os resultados do primeiro semestre de 2016 para os aspectos água, efluentes, energia total, energia elétrica e resíduos.

O monitoramento de indicadores ambientais é realizado desde 2004 e faz parte do SGA (Sistema de Gestão Ambiental) da Duratex, que possui certificação ISO 14001. Esta prática é fundamental para garantir a avaliação e melhoria contínua de todos os processos e produtos da companhia.



Voltar