+A -A

Duratex é case sobre produção e comércio de cavaco em congresso internacional

Companhia foi convidada a palestrar no CIBIO, congresso que reúne especialistas nacionais e internacionais para falar exclusivamente sobre benefícios e desafios da geração de energia a partir de biomassa

Atualmente, 52,5% da matriz energética da Duratex é constituída por biomassa proveniente de pó de madeira residual do processo produtivo da companhia, que ainda comercializa toras e cavacos para o mercado para produção de energia limpa. Para saber mais, leia Produtos da Florestal.

Por sua atuação no setor, a empresa foi convidada a palestrar no CIBIO, Congresso Internacional de Biomassa promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná. O evento acontece entre os dias 20 e 22 de junho na capital paranaense.

Em sua segunda edição, o evento reunirá especialistas nacionais e internacionais para falar sobre o potencial da geração de energia a partir de biomassa. Victor Augusto Soares Bertin, coordenador de Vendas da Duratex, fomentará o debate a partir de uma palestra sobre produção e comércio de biomassa.

“O grande diferencial da Duratex é a qualidade do produto, que não contém impurezas. Toda operação é própria e mecanizada, garantindo maior confiabilidade ao cliente”, diz Bertin.

A companhia comercializa cavaco desde 2014 e, desde então, notando uma crescente demanda do mercado, já ampliou em dez vezes o volume comercializado do produto. “Atualmente, comercializamos um volume equivalente a 21 mil caminhões de cavaco ao ano, com a meta de ampliarmos esse número em 21% ao longo de 2017”, completa Bertin.

LEIA TAMBÉM:

Duratex aumenta produção e comercialização de cavaco de eucalipto



Voltar