+A -A

Duratex oferece cursos de capacitação para pessoas com deficiência

Companhia mantém, desde 2012, o programa ParaTodos, que visa à inclusão de colaboradores PCDs na companhia – inclusive em cargos de liderança. Viveiro de mudas, localizado na unidade de Lençóis Paulista, é um dos destaques da iniciativa

Consciente da importância de atuar em prol da igualdade, a Duratex atua para promover a inclusão e a diversidade entre seus colaboradores. A unidade de Lençóis Paulista, no interior de São Paulo, por exemplo, mantém desde 2009 o Programa de Inclusão e Educação Social, que oferece cursos de qualificação profissional para pessoas com deficiência que vivem na comunidade do entorno.

A iniciativa, promovida em parceria com o Sindicato Rural de Lençóis Paulista e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, é direcionada para pessoas com deficiências físicas e intelectuais leves, que após os cursos são contratadas pela Duratex.

Os alunos são, no geral, membros da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e da Adefilp (Associação de Deficientes Físicos de Lençóis Paulista), que são indicados pelas entidades, ou ainda PCDs (Pessoas com Deficiência) da comunidade que procuram qualificação profissional.

Atualmente, 10% dos colaboradores da Duratex que atuam no viveiro de mudas de Lençóis Paulista são pessoas com deficiências físicas e/ou mentais. Em 2016, 16 alunos foram capacitados pela unidade nos cursos de “Viveirista I”, “Viveirista II” e “Plantio de eucalipto I e II”.

A iniciativa faz parte do programa ParaTodos da Duratex, que visa à inclusão de colaboradores PCDs na companhia. A iniciativa, criada em 2012, realizou mapeamento em toda a empresa para identificar cargos de contratação e requisitos necessários para esse público. Atualmente, cerca de 400 PCDs integram o quadro de colaboradores da companhia, inclusive em cargos de liderança.

“O programa é um passo importante para a inclusão social e a valorização das pessoas com deficiência no mercado de trabalho”, diz Diego Devellis, da equipe de Treinamentos da unidade de Agudos, também no interior de São Paulo. “Todos devem ter as mesmas oportunidades e é isso que procuramos proporcionar com estes cursos de capacitação profissional”, completa.



Voltar