+A -A

Duratex retoma operações na unidade de Itapetininga

Localizada no interior de São Paulo, fábrica da unidade de negócios Madeira reativou as linhas de produção de chapas MDF e MDP

Considerada uma das 10 maiores empresas do mundo nos setores em que atua, a Duratex anunciou a retomada das operações da unidade de Itapetininga, localizada no interior de São Paulo.

Em 2015, por conta dos reflexos do cenário econômico nos setores de construção civil e mobiliário, a empresa optou por reduzir temporariamente a produção da unidade. Neste mês de abril, no entanto, ela volta a operar.

A retomada já estava prevista no planejamento estratégico da companhia, que também contempla crescimento nas exportações. A decisão foi impulsionada pelos sinais de melhora da economia nacional, que resultaram em um aumento das vendas nos mercados interno e externo.

“A unidade de negócio Madeira da Duratex é estratégica para a companhia. A retomada de Itapetininga mostra que conseguimos superar um cenário adverso vivido pelo mercado há três anos”, disse Henrique Marcondes , vice-presidente da unidade de negócio Madeira.

Estruturada para operar em modelo flex, alternando a produção de chapas MDF e MDP, a fábrica de painéis de Itapetininga é agora a mais moderna da companhia. A ideia é que, no início, cerca de 50% de sua capacidade de produção seja utilizada. O ritmo para retomada total das operações dependerá das demandas de mercado.

Outro destaque é que a empresa priorizou a recontratação de antigos colaboradores neste processo de retomada. Em dezembro de 2017, a unidade iniciou o processo seletivo e cerca de 90% dos ex-colaboradores foram recontratados e recolocados.

“Nossas expectativas para 2018 com a retomada da unidade de Itapetininga são aumentar a competitividade da companhia, a flexibilidade logística e o atendimento aos nossos clientes locais. Também pretendemos continuar com a geração de empregos e fomentar ainda mais o crescimento regional”, completa Marcondes.



Voltar