+A -A

Fábrica da LD Celulose consegue Licença Prévia de construção

Próximo passo é a Licença de Instalação, que garantirá autorização para o início da obras do empreendimento

A LD Celulose, joint ventune entre a Duratex AS e a Lenzing, adquiriu deu mais um passo na entrada da companhia no mercado de celulose solúvel. A empresa obteve a Licença Prévia para o construção do empreendimento da linha industrial de celulose solúvel, situada na cidade de Indianópolis, em Minas Gerais (MG). Concluída esta etapa, a companhia está no compasso de espera pela Licença de Instalação, procedimento que é esperado para os próximos dias, e que permitirá o início das obras de construção do empreendimento.

Em junho de 2018, a Duratex anunciou sua entrada em um novo segmento de atividade, o de celulose solúvel, em parceria com o grupo austríaco Lenzing, líder na produção de fibras especiais de celulose. A LD Celulose tem como objetivo operar na produção e comercialização deste produto.

O investimento total previsto para o projeto é de aproximadamente U$D 1 bilhão. As áreas de plantio em Minas Gerais representam uma parte importante do investimento da Duratex, porém, a companhia também fará desembolso financeiro.

Fábrica da LD Celulose consegue Licença Prévia de construção

A Duratex tem 49% de participação na joint venture e a Lenzing, 51%. A previsão é de que a decisão sobre o início das obras seja tomada no segundo semestre deste ano (2019) e a de start up da planta de celulose solúvel, em 2022.

Planejamento a longo prazo

A fábrica colocará a LD Celulose em destaque no mercado de produtos sustentáveis, que tende a crescer, ainda mais, nas próximas décadas diante da busca constante por soluções alinhadas com os pilares da sustentabilidade. A unidade deverá ter capacidade para produzir 450 mil toneladas de celulose solúvel por ano. Toda a produção da nova fábrica será 100% destinada à exportação e vendida para Lenzing para suprir suas operações na Europa e na Ásia.

 



Voltar