+A -A
30 de abril de 2021.

Obras da LD Celulose seguem em ritmo acelerado

Joint venture entre a austríaca Lenzing e a brasileira Duratex, a LD Celulose está há menos de um ano da implementação. A planta, ainda em fase de construção no Triângulo Mineiro, entre os municípios de Indianópolis e Araguari, segue com o cronograma de obras a pleno vapor.

O investimento no projeto é de cerca de R$ 5,2 bilhões e tem relevância estratégica para a consolidação dos negócios da companhia como uma empresa muitinegócios. A futura fábrica será uma das maiores de celulose solúvel do mundo e ocupa uma área de cerca de 1 milhão de metros quadrados.

A implantação favorece, também, o desenvolvimento econômico da região, proporcionando renda para a comunidade e a criação de uma ampla cadeia de fornecedores e prestadores de serviço locais, além da geração de cerca de 7000 empregos durante a obra e, aproximadamente, 1100 na fase de operação.

Obras da LD Celulose seguem em ritmo acelerado

O aproveitamento de energia é um dos destaques da obra. A rede de transmissão tem mais de 22 quilômetros de extensão e produzirá, a partir de biomassa, 144 MW de energia, dos quais mais de 50% serão exportados para a rede de abastecimento elétrico da região. Conheça mais alguns números que demonstram a grandeza do empreendimento:

  • 100.328m³ de concreto utilizado
  • Mais de 12 mil toneladas de aço
  • 1300 motores
  • 18.320m² de construções
  • 1500 Km de cabeamento

Com áreas plantadas que alcançam 70 mil hectares, a parceria conta com a capacidade e conhecimento florestal da Duratex. Após o início das operações, previsto para o primeiro trimestre de 2022, a planta será capaz de produzir 500 mil toneladas de celulose solúvel por ano, produção que será integralmente exportada.



Voltar